Dear Michael,

This is a work of fiction. Names, characters, businesses, places, events and incidents are either the products of the author’s imagination or used in a fictitious manner. Any resemblance to actual persons, living or dead, or actual events is purely coincidental. You can read this text listening to Nervous It's been almost one year since… Continue reading Dear Michael,

Advertisements

Sobre adaptar-se ao novo e e readaptar-se ao ‘de sempre’!

Mais uma vez, minha miga Ilana definindo meus sentimentos! ❤

Projeto Cork

img_1036

Desde o momento em que decidimos morar fora, bate aquele medo do desconhecido, de não saber como vai ser, de não saber exatamente pra onde ou quem correr quando precisarmos.

Muita gente se adapta facilmente à qualquer ambiente, outras já não conseguem esquecer o que ficou para trás, e não se entregam a nova vida. Posso dizer que por sorte sou uma pessoa super desapegada capricorniana fria sem coração, e o desconhecido sempre me atraiu.

São diversos fatores aos quais você deverá se adaptar: estilo de vida, clima, moda, idioma, relacionamentos, comida, etc.

Até que chega o dia em que você precisa voltar. Voltar lá, pra sua ‘zona de conforto’, pra onde você sabe se virar, sabe pra quem pedir ajuda e conta um colo pronto pra te acolher. O que poderia dar errado?

Você volta e percebe que se você desejar ‘Bom dia’ para o motorista do ônibus…

View original post 322 more words

Viajando com escalas: Birmingham

Tirando a poeira desse blog aqui hahah Primeiro, vou pedir desculpas pela demora, mas andei tentando estar muito focada no meu CAE exam, por isso a ausência. Vou falar um pouquinho de uma escala maravilhosa na minha ida a Barcelona. Entre Irlanda e Espanha, tive 10 horas em Birmingham no Reino Unido. Sabendo da espera,… Continue reading Viajando com escalas: Birmingham

Pubs Favoritos de Cork

Miga Ilana dando dicas, inclusive pra mim, sobre os bares que mais gosta aqui em Cork ❤ preciso ir a esses pubs urgentemente!

Projeto Cork

Hora de tirar as teias de aranha desse blog!

Agora recém completados 2 meses de volta ao Brasil, ando nuns dias meio nostálgicos. Sabe quando tudo te faz lembrar um lugar?

Essa semana encontrei uma Irish Red no mercado e bateu uma saudade descomunal dos pubs de Cork. Portanto, vim falar dos meus favoritos. Eles não são os mais famosos, alguns são bem ‘off the beaten track‘, mas eu sempre batia cartão. Vamos lá!

1- Sin-é

Também conhecido como o meu pub da esquina e de marcar encontro com os matchs do Tinder, haha shame on me.

O Sin-é é o lar da música tradicional em Cork. Não importa o dia que você for, sempre terá alguma Trad Session acontecendo. O visual do pub é super tradicional, é frequentado tanto pelos turistas quanto pelos irlandeses. Você não pode ir para Cork e não pegar uma Trad do…

View original post 372 more words

Sunday trip: Cliffs of Moher e Clare

Eu posso ter me livrado da Griffith, mas eles não se livraram de mim hihihi. É que no domingo (07), a escola fez uma viagem para um dos destinos mais famosos da Irlanda: Cliffs of ou falésias de Moher, no condado de Clare. Mas antes de chegarmos a essa tão esperada atração turística irlandesa, fizemos uma paradinha… Continue reading Sunday trip: Cliffs of Moher e Clare

Estendendo o visto: turismo

A Irlanda é um dos destinos mais acessíveis para intercambistas brasileiros e um dos motivos é a considerável facilidade em se obter vistos, bem menos burocrática que em outros países. A princípio, vim pra terra dos leprechauns com o visto de estudante, obtido quando estamos matriculados em um curso de 6 meses de duração com mais 2… Continue reading Estendendo o visto: turismo

Voltar para Casa

Ainda tenho mais de 2 meses na terra dos leprechauns, mas confesso que o medo da depressão pós intercâmbio ja me assombra. Minha amiga Ilana, do Projeto Cork, descreveu os sentimentos, as dúvidas e a ansiedade que rodeiam esse momento tão importante na vida de todo intercambista 😉

Projeto Cork

Quando decidi fazer o intercâmbio, sempre ouvia comentários do tipo ‘você vai largar seu emprego bom para ir?’, ‘não vais sentir saudade da família e dos amigos?’, ‘mas você nunca morou sozinha, como vai se virar?’, ‘tá rica né!?’. Sim, é incrível como todo mundo adora opinar e te desestabilizar, né?

Essas perguntas, por mais decidido que você esteja, sempre irão te abalar. Porque o medo do desconhecido é parte do ser humano. Porém, também é o responsável pelo crescimento e mudanças, tanto pessoais quanto em escala .

Então, por fim, você vai. Se deixa levar. Aprende, se supera, passa bons e maus bocados, vira gente grande, de verdade.

Só quem se atreve a se jogar do abismo sabe o quão satisfatório é descobrir que se pode voar.

Engraçado que sempre pensei que largar tudo para fazer o intercâmbio seria o mais difícil. Mal imaginava eu que havia algo ainda…

View original post 364 more words

Trip: on the road to Youghal & Comeragh Mountains

Minhas aulas podem até ter acabado, mas aproveitei que minha carteirinha de estudante vale até dia 29 de abril para ir em uma das viagens organizadas pela escola. Saindo de Cork no sábado de manhã, a primeira parada foi Youghal, East Cork. A curta parada, de apenas 45 minutos, se deu pelo tamanho da cidade:… Continue reading Trip: on the road to Youghal & Comeragh Mountains